Beata Maria Resoluta

No dia primeiro de maio de 1894 nasceu Helene, na República Checa. Ainda jovem, Helene e sua família mudaram-se para Viena, onde a menina concluiu os estudos e formou-se enfermeira. Apesar da resistência dos pais, Helene queria ser religiosa. Com muito custo entrou na Congregação das Franciscanas da Caridade Cristã.

Logo recebeu o apelido carinhoso de “Irmã Resoluta”, pelo seu modo cordial e decidido e por sua segurança e competência como enfermeira de sala cirúrgica e anestesista. No hospital em Viena, a religiosa se tornou uma referência para os médicos, enfermeiras e especialmente para os doentes, aos quais soube comunicar com lucidez o amor pela vida, na alegria e na dor.

Em março de 1938, Hitler mandou o exército ocupar a Áustria. Irmã Resoluta se colocou logo contrária a toda aquela loucura desumana. Não teve receio de mostrar que sendo favorável a vida não apoiaria jamais ao nazismo de Hitler, fosse qual fosse o preço.

Por isto, quando os nazistas retiravam o Crucifixo também das salas de cirurgias, ela serenamente o recolocava no lugar, de cabeça erguida, desafiando os nazistas. Como não se submetia e muito menos se “dobrava”, os nazistas a eliminaram. Foi presa em 1942 e em 30 de março de 1943, foi decapitada.

Colaboração: Padre Evaldo César de Souza, CSsR

 REFLEXÃO Antes de ser executada, Maria Resoluta pediu para dizer as suas irmãs: “Por Cristo eu vivi, por Cristo desejo morrer”. E na frente dos assassinos nazistas, antes que o carrasco levantasse a mão que a mataria, Irmã Resoluta disse ao capelão: “Padre, me faça na testa o sinal da cruz”. Estes gestos de coragem e de fé fizeram desta mulher um sinal de santidade para a Igreja.

ORAÇÃO Deus Pai de amor, que escolhes homens e mulheres para manifestar sua glória ao mundo, dai-nos pela intercessão da Beata Maria Resoluta alcançar as graças necessárias para nosso bem viver neste mundo, preparando-nos para alcançar as glórias da vida eterna. Por Cristo nosso Senhor. Amém!