QUINTO DIA

Eu contemplo-te, ó Redentor docílimo, revestido de um manto de púrpura. É a divisa da tua realeza. Ela me fala de sangue! Aquele Sangue que derramaste por mim. Faz, ó Menino Jesus, que eu corresponda ao teu sacrifício, e não recuse, quando me ofereces qualquer pena, de sofrer contigo e por Ti.

Pai Nosso- Ave- Glória.
Pela tua divina infância…