SÉTIMO DIA

Sobre o teu peito, ó Menino Jesus, brilha uma Cruz. É o estandarte da nossa Redenção. Eu também, ó divino Salvador, tenho a minha cruz, que, embora leve, freqüentemente me pesa. Ajuda-me a sustentá-la, para que eu a carregue sempre com fruto. Bem sabes quanto sou fraco. Ajuda-me Jesus!

Pai Nosso- Ave- Glória.
Pela tua divina infância…